13 junho, 2009

Igualdade de direitos, onde?!

Imagem retirada daqui

Na pequena experiência de vida com que me deparo, há pequenas coisas que me prendem a atenção, e como mulher que sou, cada vez mais reparo no machismo que ainda existe na sociedade.
Um homem que tem um historial amoroso cheio de mulheres, com vida sexual bastante activa não passa de um 'garanhão', sedutor de qualidade, e muitos outros elogios grandiosos, que em nada são insultuosos nem ferem a sua imagem, muito pelo contrário...
Por sua vez, uma mulher que passe pelas mãos de bastantes homens pelo que é tratada? Pu**, pêga, entre outros, que na generalidade, todos conhecêmos, pois uma mulher é alvo de crítica, praticamente a toda a hora...

Depois, vamos para a escola e falam-nos de igualdade de direitos?

Haverá uma definição para 'vida decente'? É que vistas as coisas, pelos parâmetros já referidos, vida decente para homem e mulher é um contra-senso.

Chegando aos seus 14/15 anos, os miúdos eram levados pelos pais "às meninas" e por sua vez a mulher devia ser pura, coisa que ainda há bem pouco tempo acontecia...



Evolução?!












12 comentários:

RogerDead disse...

bem....

tipo....

este post esta absolutamente especatcular....

ta mesmo profundo....


amei!


bjinhu

E'riiqa disse...

adorei o post...
...nao só porque ta espectacular mas sim porque é mesmo verdade!
tens muito jeito para isto marii^
bjinhu

Marii' disse...

Obrigada E'riiqa mas não é um caso de jeito ou não, é uma realidade que é visível por todos e aceite pela maioria...
Uma injustiça, isso sim!

E'riiqa disse...

pois é...tens toda a razao!!
afinal porquê que na escola falamos d igualdade de direitos???
a realidade é tão diferente!

Marii' disse...

Na escola e não só, falei da escola porque é o sistema educativo que mais se adequa à minha idade mas tanta outra coisa mais forte, tantos outros sistemas de informação e este facto, simplesmente passa despercebido...

Piston disse...

Só falta acrescentar que esse mesmo raciocínio parte em parte igual das próprias mulheres. Nada de deixar a bola deste lado.

Anónimo disse...

Não podia estar mais de acordo com o Piston.

Marii' disse...

Também concordo, por acaso, na série "contemporâneos" vi algo que me chamou à atenção sobre isso, uma senhora a defender totalmente o machismo e até comentei com o meu pessoal. E de maneira nenhuma isso é passado ao lado porque eu não refiro se tudo isto é feito por mulheres ou homens, até porque os próprios boato sõa geralmente, de mulheres para outras mulheres...

Marii' disse...

*Correcção: boatos

I believe disse...

Concordo plenamente Marii.Bom post. Mas infelizmente a comunidade, o povo, os machos... são assim. E hj em dia infelizmente ainda existe um raciocinio mto para lá do q deveria exestir***

Lestat disse...

hummmm...olá, peço desculpa pela invasão, mas...concordo com tudo o que foi dito; só acho que não nos podemos esquecer de realçar que não são somente os homens (e por favor não os metam a todos no mesmo saco) que valorizam esses "valores"...muitos desses ditos "valores" são precisamente valorizados por mulheres (e também não as coloquem todas nos mesmos parâmetros). Parece-me que no fundo, os extremismos, apesar de maus e castradores da sociedade, sempre irão existir, pois até nos ajudam a reflectir e a definir objectivos e ideais, ou seja, tentar fazer da cabeça algo mais do que para lindos penteados...
Cabe pois às pessoas que vejam para além deles, reunir-se com aqueles que também partilham das mesmas ideias e dessa forma ir ganhando espaço para mostrar ao resto do mundo que existem outras formas de pensar e ver a vida e a coexistência em sociedade (que também não significa que seja a 100% correcta...). Apesar de usar termos adequados a outro tipo de situações a frase de Einstein indica-nos de alguma forma um possível caminho:
"O mundo é um lugar perigoso de se viver, não por causa daqueles que fazem o mal, mas sim por causa daqueles que observam e deixam o mal acontecer."
Cumps e bons post. (gostei muito do blog, por isso tomo a liberdade de o seguir :))

RK disse...

Bem... ok, aqui vai o meu primeiro comentario neste Blog.... lol

eu gostei do texto... embora aborde so uma face deste assunto... pois ele e mais profundo do que isso...

gostei de ler, de facto mostras ai uma realidade um tanto ou quanto "incomoda"... pois de facto o que dizes e verdade...

mas tambem acho qeu podias desenvolver mais esse tema... e de facto algo que te daria muitos textos para fazer...

continua assim, Gostzei de ler!
bjo