10 fevereiro, 2010

Momento certo.

Detesto que o ser humano seja tão negativo.
Detesto ainda mais por também o ser.
Tento descobrir-me no meio disto tudo, mas estou sempre a pensar que nunca vou descobrir nada agradável.
Mas quero tanto ser alguém marcante e feliz, quero que a minha vida tenha um sentido menos racional que aquele de acordar, ir trabalhar, ter férias p'ra descansar, passar os anos e ter as recordações de quando acordava, ia trabalhar e tinha férias p'ra descansar.
Quero ter aventuras.
E tu? Tu que és ainda mais negativo que eu. Tem calma!


Anseio o momento certo p'ra te dizer que mesmo que o que rodeia não corra bem, a nossa vida há-de correr.
Prometo!

14 janeiro, 2010

Que coisa.

Um esforço que fazemos todos os dias e tentamos mostrar como foi difícil fazer algo, por muito banal que seja, nunca é valorizado na sua totalidade.
Eu esforço-me para transmitir o que sinto.
Quando damos um elogio no intuito de deixar alguém mesmo feliz, há a resposta abaladora:
-Ui, é porque sim.

Quando dizemos que algo não está bem ou que alguém não nos agrada daquela maneira há uma nova resposta:
-Pois só vês defeitos.

Complicados ou insatisfeitos?
Sinto-me mal.