02 setembro, 2013

Férias, até para o ano!

Não tenho grandes comentários acerca das férias em Porto Santo.
Apenas RECOMENDO vivamente!

Foram as melhores que tive até hoje!
Fiquei na Quinta da Tamargueira (é super chique e bastante acessível) e fiquei com um bronze espectacular ;)

Adorei ver todo o movimento turístico, as pessoas a tentar angariar dinheiro ao máximo, todas unidas, a ajudar-se mutuamente, pois nos restantes meses do ano têm que sobreviver com o que ganham no Verão.

A simpatia dos Porto Santenses é uma das qualidades daquela minúscula Ilha.
A Poncha é fenomenal e nada tem a ver com a daqui.

Quanto ao Funchal, tem coisas muito bonitas mas gostei muito mais de Porto Santo!


05 agosto, 2013

Verão, feio!

É o Verão mais feio que já vivi, e não fosse esta a minha estação favorita e a minha personalidade tão "pesada" e estava tudo bem. Mas eu não aguento isto!
É dia de calor e dois dias de frio!

Não aguento.

Se na Madeira estiver frio, juro que me enfio na cama colada aos jogos virtuais e à noite enfio-me em bares sem nunca tirar uma foto! Recuso-me a recordar um Verão sem infinitos dias de praia e calor com um bom livro e uma maravilhosa companhia!


02 agosto, 2013

Crise?

Na minha altura de escola eu não me lembro de haver uma luta constante por "quem veste mais caro" ou "quem tem acessórios novos mais frequentemente". Aliás, tenho fotos a comprovar.
E hoje? Hoje, em tempos tão difíceis, onde não há dia que não saia à rua e não oiça este e aquele lamento, vejo a maioria das crianças já com a "mania", adolescentes é para esquecer, isso já se torna ridículo e eu penso onde raio anda a crise na carteira desses pais que tanto reclamam!
Tenho colegas meus que têm realmente dinheiro e que poupam mais e me parecem mais humildes que esta onda de "aparência sem preenchimento" é.


29 julho, 2013

Caído do Céu!

Foi o que hoje me calhou! Um look novo, "caído do céu".
Estava eu a pegar no Blubie limpinho da estação onde o mandei limpar quando me ligam - a sogra.
Engane-se quem pensa que isto é mau! É sempre bom para os meus lados, porque a minha sogra radical tem de tudo menos antiquada!
E hoje surgiu o convite de ir ao cabeleireiro e eu aceitei de bom (óptimo) gosto!

Resultado? Saí de casa morena, entrei totalmente ruiva.

Tudo o resto foi aborrecido comparado à excitação de ter um novo look :)

Retirada daqui

28 julho, 2013

Dia animado

Não fosse estar permanentemente sozinha - adoro ter companhia; ser Domingo e estar a chover, começa também a ficar frio!
Bem, eu sou a pessoa mais irritável do planeta e hoje quando ouvi a chuva a cair a potes e meti um senhor cobertor por cima de mim porque estava a tremelicar, deu-me logo um nervoso miudinho dentro de mim que se me levantasse poderia fazer asneiras!
Andei o ano todo a gramar com chuva e chega o Verão e .... Mais chuva!!

Estou completamente furiosa com o tempo, apetece-me sair daqui a todo o custo! E vou!

Para a semana, Madeira! Aqui vou eu :D

25 julho, 2013

Herdar é fácil

Estava eu, novamente, a pensar no ciclo das coisas e cheguei a uma conclusão.

Se há coisa injusta que o ser humano decidiu implementar na sua rotina foi a herança. É verdade! Eu estive a pensar nisto! Mas porque raio foi alguém lembrar-se que temos que deixar os bens adquiridos ao longo da vida, ou o resto da conta bancária, a alguém??
[Fonte: http://in-coerencias.blogspot.pt]
Quer dizer eu nasci numa família pobre, sem culpa nenhuma e dou de caras com uma infância sem luxos, uma infância (que na minha perspectiva é mais estimulante) em que tenho que lutar pelos desejos mais requintados e vejo meninos com 10 anos a deambular a sua camisolinha Gant ou outra marca qualquer que custe os olhos da cara.

Ora, meus caros, eu cá acho que apenas herdamos uma coisa - os genes. São esses os que devíamos ter como única herança dos pais. Porquê?
Então! Porque existe um fenómeno chamado Selecção Natural que torna as gerações mais inúteis e incapazes de sobreviver perante adversidades que o Planeta apresente, rapidamente extintas.

Agora a riqueza! Este fenómeno vai "contra natura". Infelizmente nem todos os ricos são capazes de nos governar, sustentar, criar um futuro melhor. Mas mais infelizmente ainda é que, na maioria, são eles que têm mais poder, estatutos mais elevados, supremacia.
E quem os segue? Os ricos seguintes, os que têm mais poder.

O nosso mundo, na nossa espécie é governado por quem tem maior poder financeiro. Infelizmente, as capacidades e habilidades perante adversidades não têm qualquer valor para ter altos postos.

A minha ideia para que tudo fosse melhor: 
Ninguém herdava nada. Todos podíamos ser ricos mas por mérito próprio. 
Ao menos assim havia mais possibilidades de igualdade social.

Fui eu nascer pobre.

24 julho, 2013

Materialismos

Vinha eu cheia de sono pela "auto-route" fora, nos meus acostumados 100km/h quando passa por mim um senhor carrão a "mil".
O meu "Blubie" (um saxo azul metalizado de 98) até estremeceu!
Deu-nos a pica toda, eu carrego no acelerador e lá chegamos nós aos 140 km/h.
O Blubie já a roncar por todos os lados nas suas 5000 rotações e eu suadinha com as duas mãos coladas no volante mas a máquina... OH! essa nem vê-la!
Deu-me ali um forte desejo de poder comprar um desses carros que dão inveja na estrada, que se dá um cheirinho no pedal e eles até voam!
Mas, eu sou das que leva com a crise todos os dias e duvido que os donos desses carros também não levem! Raaaaios, onde anda a crise mesmo? Serei só eu a pobre-tanas??

Mas ali sozinha, pela estrada fora, meti o rádio mais alto, abri o vidro e de mãozinha de fora lá continuei, a cantar aos berros!
Ao menos pobre mas feliz!!


22 julho, 2013

Vida às voltas

Boa tarde!
Eu não sei como voltei a encontrar este blogue mas não posso actualizar com todas as mudanças que aconteceram desde que deixei de escrever.
O que venho aqui hoje dizer é que estou na fase de saber o que fazer da vida e estou completamente às voltas. 
Falta-me um ano para acabar o curso, tenho uma candidatura para mudar de curso e tenho investido nas campanhas da Oriflame (sou assessora) para ganhar um extra mas descobri que posso fazer daquilo a minha vida.
As propinas estão altas, as ofertas de emprego estão baixas.

Não sei o que fazer, apetece-me hibernar !