25 julho, 2013

Herdar é fácil

Estava eu, novamente, a pensar no ciclo das coisas e cheguei a uma conclusão.

Se há coisa injusta que o ser humano decidiu implementar na sua rotina foi a herança. É verdade! Eu estive a pensar nisto! Mas porque raio foi alguém lembrar-se que temos que deixar os bens adquiridos ao longo da vida, ou o resto da conta bancária, a alguém??
[Fonte: http://in-coerencias.blogspot.pt]
Quer dizer eu nasci numa família pobre, sem culpa nenhuma e dou de caras com uma infância sem luxos, uma infância (que na minha perspectiva é mais estimulante) em que tenho que lutar pelos desejos mais requintados e vejo meninos com 10 anos a deambular a sua camisolinha Gant ou outra marca qualquer que custe os olhos da cara.

Ora, meus caros, eu cá acho que apenas herdamos uma coisa - os genes. São esses os que devíamos ter como única herança dos pais. Porquê?
Então! Porque existe um fenómeno chamado Selecção Natural que torna as gerações mais inúteis e incapazes de sobreviver perante adversidades que o Planeta apresente, rapidamente extintas.

Agora a riqueza! Este fenómeno vai "contra natura". Infelizmente nem todos os ricos são capazes de nos governar, sustentar, criar um futuro melhor. Mas mais infelizmente ainda é que, na maioria, são eles que têm mais poder, estatutos mais elevados, supremacia.
E quem os segue? Os ricos seguintes, os que têm mais poder.

O nosso mundo, na nossa espécie é governado por quem tem maior poder financeiro. Infelizmente, as capacidades e habilidades perante adversidades não têm qualquer valor para ter altos postos.

A minha ideia para que tudo fosse melhor: 
Ninguém herdava nada. Todos podíamos ser ricos mas por mérito próprio. 
Ao menos assim havia mais possibilidades de igualdade social.

Fui eu nascer pobre.

Sem comentários: